sábado, 2 de julho de 2011

Alimentação da mãe e as cólicas do bebê amamentado

Questões realizadas pela jornalista do site UOL

Como ela pode perceber que sua alimentação afeta o bem estar do bebê? As cólicas são um indicativo? A cólica do bebê em nada se relaciona com a alimentação materna, exceto em casos de alergia a proteína do leite de vaca. Há várias teorias que tentam explicar as cólicas nos primeiros meses e as que julgo mais sensatas são:
(1)       Que o sistema gastrointestinal do bebê, após o nascimento, passa por um período de amadurecimento e, por isso, o bebê sente dor. Nem sempre o bebê que tem cólica neste período de 0-3 meses apresenta acúmulo de gases no intestino.
(2)      É uma referência à construção do relacionamento entre mãe-filho. O bebê é muito sensível às vibrações maternas, às suas emoções e tensões. Quanto mais ansiosa é a mãe, mais o bebê protestará e mais dificuldade terá no enfrentamento deste período.  

Quais alimentos a mãe não deve ingerir quando estiver amamentando? Há alguma restrição? Não há restrições alguma. Tenho percebido que alguns pediatras recomendam a exclusão do leite de vaca por conta da sensibilização causada no intestino do bebê pela proteína. Entretanto, não vejo necessidade de retirar este alimento se o bebê não apresenta sintomatologia de alergia ao leite de vaca. Exceto pelas proteínas (leite animal, soja...) nenhum alimento ingerido pela mãe pode causar cólicas no bebê. Não há evidências científicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário